Hemotórax

O hemotórax é caracterizado pela presença de sangue na área da cavidade torácica

Veja também: Pneumotórax Espontâneo

Hemotórax
Hemotórax.

Ao pensar em doenças que afetam o pulmão, o câncer e a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) são as mais conhecidas. Porém, é importante prestar atenção ao hemotórax e as suas consequências na saúde de uma pessoa.

De acordo com o artigo “Aspectos tomográficos do trauma torácico”, atualmente, o trauma é uma das principais causas de mortalidade e situação de invalidez no mundo.

Ainda segundo a pesquisa, ele afeta principalmente as pessoas mais jovens. As lesões no tórax chegam a representar 20% das mortes originadas por trauma. 

No geral, o hemotórax consiste em um derrame e acúmulo de sangue na região da cavidade pleural. Ele costuma ser ligado ao pneumotórax e pode acabar em uma acidose metabólica e respiratória, através da diminuição da hipóxia e do débito cardíaco.

Continue lendo o artigo para descobrir as principais causas, sintomas e formas de tratamento do hemotórax!

Quais as principais causas do hemotórax?

A presença de sangue na região do tórax é causada por diversos fatores. A principal razão são os ferimentos contusos e cirurgias que incluem a realização de uma abertura da parede torácica, incluindo a cirurgia torácica e pulmonar de traumas extensos.

Na prática, uma queda para frente e acidentes de carro são causas comuns do hemotórax. Além disso, a pessoa que sofreu um tiro por arma de fogo ou arma branca no peito também pode apresentar esse quadro clínico, visto que essas situações causam um vazamento de sangue na cavidade do tórax.

No caso de cirurgias, o sangue vaza para a cavidade e não coagula quando o cirurgião não faz o fechamento correto das incisões ou caso um órgão seja seccionado e a hemolinfa chegue a vazar. 

Por sua vez, um paciente com uma determinada condição patológica pode apresentar maior dificuldade na coagulação do sangue, o que favorece um quadro de hemotórax. Seguem outras causas comuns do hemotórax:

  • Tuberculose;
  • Câncer nos pulmões;
  • Tumores cancerosos;
  • Rompimento de uma grande veia e inserção de cateter;
  • Infarto pulmonar.

O que é hemotórax traumático?

O surgimento do hemotórax traumático costuma acontecer após traumas fechados ou penetrantes. Ele aparece em pacientes com fraturas na costela ou quando a mesma é deslocada.

O hemotórax traumático é registrado em pelo menos 50% dos casos de trauma múltiplo. Além disso, em 25% dos casos, ele é a causa direta da mortalidade. (Fonte).

Como diagnosticar hemotórax?

O diagnóstico do hemotórax é feito por um médico responsável e através de exames de imagem no pulmão ou no tórax. A finalidade é entender a causa do vazamento de sangue, principalmente no caso de uma lesão na área do peito.

A identificação do quadro é feita por meio da tomografia computadorizada e radiografia.

A primeira é realizada para apresentar as estruturas ao redor do tórax e dos pulmões. Por sua vez, a radiografia mostra se um determinado osso foi quebrado ou se a pessoa está ferida em alguma parte do seu peito e abdômen.

Logo, em casos de suspeitas, o médico indica a realização de exames de sangue e/ou mais exames diagnósticos por imagem para lidar corretamente com a situação.

Como tratar hemotórax?

Ao diagnosticar um hemotórax, a primeira ação do médico é assegurar que o paciente esteja recebendo a quantidade suficiente de oxigênio, seja através de um aerador ou de um tubo que é inserido no nariz ou traqueia, usado para auxiliar na respiração.

Além disso, o tratamento mais comum do quadro é a drenagem do sangue da cavidade por meio de uma toracocentese, que é feita com a inserção de tubos.

A presença do tubo no peito do paciente pode persistir por inúmeros dias, caso o pulmão entre em colapso. Na resistência do sangramento, mesmo quando o tubo faz a drenagem do sangue, pode ser necessário realizar uma toracotomia para tratar a razão do sangramento.

Quais os sintomas do hemotórax?

A existência do hemotórax está relacionada à presença de sangue na região compreendida entre a parede torácica e o pulmão.

Dessa forma, todos os sintomas envolvem a redução do volume de sangue que circula no corpo. Logo, os pacientes podem apresentar sinais de sudorese, sede extrema, pele fria, taquicardia e uma aparência pálida.

Além disso, os sintomas variam de acordo com a quantidade de sangue, podendo surgir sinais de hipovolemia e compressão pulmonar, que é causada pela existência de sangue na pleura, que costuma gerar insuficiência respiratória e um quadro de falta de ar no paciente.

Quando drenar hemotórax?

O hemotórax é diagnosticado quando o paciente apresenta um quadro hematócrito do líquido pleural maior do que 50% em comparação ao sangue chamado de periférico.

Assim, a drenagem pleural é feita para evacuar todo sangue e fazer uma avaliação do sangramento. Em contrapartida, os procedimentos de toracotomia e videotoracoscopia são considerados pelo profissional da saúde quando existe um sangramento contínuo que aconteça por mais de 4 horas seguidas.

Porém, em casos de hemotórax traumático, a recomendação é fazer uma drenagem imediatamente. O mesmo acontece com os pacientes que apresentam o hemotórax iatrogênico.

No caso de pacientes com hemotórax normal, a recomendação é quantificar o grau existente de sangramento ativo no corpo do paciente.

O que é hemotórax maciço e quais os sintomas?

Um dos tipos de hemotórax é o maciço, que envolve um acúmulo muito rápido de 1.500 ml de sangue ou cerca de um terço a mais que o volume de líquido na cavidade do tórax.

O diagnóstico clínico do hemotórax maciço é feito na verificação da ausculta de murmúrios vesiculares e de uma análise cuidadosa do desvio da traqueia. Além disso, o médico também fica atento aos sinais de choque hipovolêmico e à percussão pulmonar.

As lesões envolvem perfurações no tórax e lesões contusas. Uma perda de sangue acentuada no espaço situado entre as pleuras consegue fazer com que a pessoa apresente um choque hipovolêmico.

Os sintomas do hemotórax maciço são o desconforto na região do tórax, hipotensão, veias do pescoço com aparência colabada, desvio de traqueia e dispneia.

Saiba mais!

A Cirurgia Torácica do Vale é formada por um grupo de profissionais que trabalham na região do Vale do Paraíba (São Paulo). A equipe se destaca pela sua presença em consultórios e ambulatórios conceituados. Precisa de mais informações? Continue no nosso blog ou entre em contato conosco.

Veja também: Pneumotórax espontâneo primário: drenar ou observar?

Metástases Pulmonares

O que é Metástase Pulmonar? A Metástase Pulmonar é um quadro grave e que deve receber tratamento desde o início para garantir a recuperação do paci...

[Leia mais]

Trauma torácico

O que é Trauma Torácico? O Trauma Torácico pode ser uma lesão grave e, dependendo da complexidade, pode levar o paciente ao óbito. Ao chegar ao hospital com esse...

[Leia mais]

Derrame Pleural

O que é Derrame Pleural? A presença de líquido excessivo no lugar onde deveria estar somente o pulmão acaba levando à compressão deste, dificultando seu t...

[Leia mais]